Carrinho de Compras (0)

clique para calcular seu frete
Faltam em compras, para você ganhar frete grátis
subtotal

em até 5x sem juros de

  • consulte frete grátis
  • boleto bancário
  • 5x sem juros no cartão de crédito

Geração digital: saiba porquê a nova geração pode ter Q.I inferior ao dos pais

postado em 18/07/2022

Cada vez mais inserida no universo digital, a nova geração tem um conhecimento absurdo das tecnologias. Dominam o celular, tablet e já sabem mexer nas redes sociais desde cedo. O contato com as telas começa, geralmente, antes da criança completar o primeiro ano de vida.Vídeos, joguinhos, aplicativos de música e demais recursos tecnológicos, fazem com que o mundo fique na ponta dos dedos. Porém, segundo estudo inédito do neurocientista francês e diretor do Instituto Nacional de Saúde da França, Michel Desmurget, o excesso de telas está fabricando uma geração de crianças com Quantidade de Inteligência (Q.I) inferior ao dos pais. 

O estudo foi divulgado pela rede britânica BBC e foi traduzido no Brasil pelo portal de notícias do Grupo Globo G1. De acordo com Desmurget, as evidências mostram que as novas gerações são menos inteligentes que as anteriores. Algumas aptidões e pensamentos são perdidos. Uma das causas, é que hoje, programas e aplicativos, resolvem questões de maneira fácil e automática que, antes, sem a tecnologia, demandavam tempo e sabedoria para serem realizadas. 

O neurocientista pondera que o teste que mede o Q.I é um teste padrão, mas que algumas técnicas e questões são aperfeiçoadas com o passar dos anos. Segundo o cientista, vários fatores corroboram para a baixa de inteligência das crianças de hoje, entre eles, o excesso de telas no dia a dia e a poluição. O médico aponta que o tempo gasto com as telas faz com que os jovens percam capacidade de se comunicar entre si fisicamente, fazendo com que a geração atual tenha déficit de atenção, dificuldade em demonstrar sentimentos, aprendizagem e impulsividade. Ainda, conforme o pesquisador, a superexposição aos eletrônicos causa sedentarismo que além de comprometer a saúde física, não desenvolve a maturação cerebral. 

A pesquisa mostra também que as luzes das telas comprometem o sono e a visão. Mas o cientista deixa claro que não é contra as tecnologias, mas sim, a manutenção e a responsabilidade com o uso de telas. Na entrevista à rede britânica, Michel Desmurget deixa claro que os recursos digitais devem ser usados para fins de aprendizagem, em períodos pré-definidos e com regras. 

Atividades ao ar livre, contato com a natureza e os animais são fundamentais para oxigenar o cérebro, desopilar e despertar novas funções no cérebro. Aqui no Parque da Ovelha, nossas atividades te ajudam a desconectar das telas e se reconectar com o mundo físico. Amamentação, ordenha, alimentação, falcoaria, degustação, pastoreio, grande rebanho e aventura estão no nosso cronograma que garantem momentos únicos para você e sua família. 

Venha sentir o cheiro do mato, a textura da lã de ovelha nas mãos, o sabor únicos dos nossos produtos, acompanhar o desempenho dos nosso Border Collie nas tarefas cotidianas e os voos precisos das nossas aves de rapina. 

 

Nossas imagens ficam gravadas na retina. Aqui, a interação é real. E a única tela que você precisa acompanhar é o nosso cronograma de atividades. 

nosso blog

notícias recentes

visitar blog
desenvolvido por TRIACCA.COM.BR